Tags

, , , , , , , , , , , ,

Olá amigos leitores do Viniferoblog, tive o prazer de provar dias destes em um jantar aqui em casa a Veuve Clicquot Vintage 2008, e aqui estou para lhes contar detalhes desta “grife” do mercado de luxo de Champagnes, cuja qualidade sempre esteve em altíssimo nível.Arquivo 20-06-17 15 33 22

Podemos dizer que a Veuve Clicquot é uma das, senão a mais clássica de todas as Champagnes, a Maison que produz esse líquido nobre está sempre antenada nas constantes mudanças do mercado e não fica atrás disso, sempre inova tanto em produção quanto em suas embalagens como vimos neste post

Apesar do Champagne vir de uma tempo onde tal liquido nobre pertencia a um mundo voltado para seu próprio eu, a Maison vive sempre o dilema de inovar conseguindo sempre melhorar e seguir as tendências, e isso vem dando certo pois a Maison que pertence ao grupo LVMH que faturou no ano passado cerca de € 37,6 bilhões dos quais € 4,6 bilhões foram com bebidas.

A Veuve Clicquot Vintage 2008 –  Foi criada por Dominique Demarville, Chef de Maison da Clicquot desde 2006, e ela representa a volta às origens de sua grande tradição na produção do famoso líquido com borbulhas, onde a maturação se dá em barris de carvalho. Tal técnica, explica Dominique ajuda a extrair o melhor da colheita, graças a micro oxigenação que potencializam os aromas naturais do Champagne, trazendo a expressão única de uma colheita.

Os vintages são preservados no coração das adegas subterrâneas da Maison na regiãode Reims França, e tem seu envelhecimento muito bem controlado.

Como em todos os vintages, este vinho é o reflexo do tempo e clima do ano de 2008, que terminou excecionalmente bem com as uvas a amadurecerem nas condições ideais. As colheitas, agrupadas juntamente com o Champanhe, tiveram lugar entre meados de Setembro e início de Outubro, nas condições ideais. A qualidade desta colheita foi excepcional, com um grande potencial de envelhecimento. Naturalmente, 2008 foi declarado como Vintage Veuve Clicquot, o terceiro da década seguidos de 2002 e 2004, e o 65º da Casa desde o seu primeiro Vintage em 1810.

Novidade no Vintage 2008: 5% dos vinhos foram produzidos e envelhecidos em cascos de madeira de florestas do Centro de França – Allier e Vosges. Isto serviu para aumentar a complexidade e riqueza aromática.

Notas

Uvas utilizadas na produção

Pinot Noir 61% (traz a estrutura)

Pinot Meunier 5% (traz o frutado)

Chardonnay 34% (traz o frescor)

Bem estruturada com perlage/ borbulhas constantes e finas, uma mineralidade bem equilibrada adquirida do solo de calcário da região de Champagne, ótimo frescor obtido pela característica da uva Chardonnay, aromas cítricos como limão, especiarias, aromas de madeira, baunilha e tostado.

Potencial de guarda até 2030.

 

Referência:

http://www.veuveclicquot.com/pt-br/os-nossos-champanhes/champanhes-vintage/vintage-brut-2008

Anúncios